Tachos, panelas e frigideiras qual a melhor ecolha

Tachos, panelas e frigideiras, qual a melhor ecolha

No dia a dia a escolha de alimentos saudáveis é recorrente, mas os utensílios de cozinha não serão também uma preocupação a ter em conta? Se não são deveriam ser, os utensílios de cozinha, principalmente tachos, panela e frigideiras, influenciam muito o nosso estado de saúde.
Sabemos que o regulamento Europeu obriga  a testes de controle dos materiais. Contudo alguns erros de manuseamento e a acidez de alguns alimentos podem comprometer a qualidade dos materiais.
Então fica a dúvida que materiais devo utilizar?

Tachos, panelas, tabuleiros e frigideiras recomendados


Aço inoxidável

Em primeiro lugar está o aço inoxidável, são tachos e panela altamente resistentes, distribuem o calor de modo uniforme e resistem a temperaturas elevadas. São compostos maioritariamente por ferro, níquel e cromo, contudo segundo os especialistas estes elementos não passam para os alimentos. No entanto convém ferver várias vezes antes da primeira utilização. Evite esfregar os utensílios com esfregões abrasivos.

Materiais de vidro refractário

Os vidros refractários, conhecidos por alguns como pyrex, são materiais seguros, não libertam nenhuma substancia nociva e são naturalmente anti aderentes. Têm contudo o inconveniente de serem mais frágeis e os cuidados na manutenção devem ser a dobrar. Convém lavar com esponjas macias, evitar o uso de esfregões abrasivos e evitar choques de temperatura.

Silicone

O silicone é composto por borracha sintética e oxigénio. São materiais de alta resistência e anti aderentes. Têm a vantagem de não reagirem com os alimentos, mesmo os mais ácidos. Deve contudo ter cuidado com temperaturas superiores a 220º, sob risco do silicone derreter.

Utensílios de cerâmicas

Segundo os especialistas, não apresentam riscos para a saúde, resistem a altas temperaturas e são fáceis de limpar. Mas cuidado ao comprar, verifique o rotulo e confirme que não contenham chumbo ou cobre. Não use peças metálicas, prefira as colheres de plástico, madeira ou silicone para não riscar as cerâmicas.

Tachos de esmalte

As panelas de esmalte segundo os especialistas são seguras para cozinhar e para conservar os alimentos. Contudo averiguou-se que utensílios fabricados antes da década de 80, continham chumbo e cádmio acima do aceitável. Lave as peças com esponjas suaves.

Panelas de ferro

Estas panelas eram muito usadas no passado, nas lareiras das aldeias e sabe-se hoje que transferem ferro para os alimentos durante a cozedura. Um facto que pode ser útil para quem têm anemia por falta de ferro, mas é contra indicado em quem têm excesso deste elemento. Lavá-las vigorosamente com esfregão de aço, pode promover a formação da ferrugem nociva à saúde.

Materiais não recomendados


Alumínios

Quando se passa para os utensílios não recomendados começa-se logo pelos alumínios. Este material foi líder das cozinhas portuguesas até há bem pouco tempo. Contudo segundo os especialistas não os deve-mos usar, sabe-se hoje que os átomos de alumínio podem estar na origem de várias doenças do foro osteoarticular, neurológico e hematológico. Fala-se de um assunto polémico onde aínda existe muita controvérsia.
Contudo os mesmos especialista afirmam que não se verificam estes riscos quando o utensílio está em perfeitas condições e para tal a camada interior deve estar intacta de modo a proteger a película fina de oxido de alumínio. Aí começa outro problema, qual a dona de casa que não usou um esfregão de aço para clarear as panelas?

Politetrafluoretileno mais conhecido por teflon

Os utensílios revestidos com teflon são práticos, com grande poder anti aderente e não reagem com outras substancias químicas. Este elemento previne protege a contaminação dos alimentos por alumínio .O problema surge quando o material começa a ficar danificado ou ultrapassa temperaturas acima dos 250º. Não só perde a sua capacidade protectora como passa também a ser um elemento contaminador.

Materiais de cobre

Os tachos e panelas de cobre são também desaconselhados, pelo risco da migração deste elemento para os alimentos. Não é muito usual até porque é um material de custo elevado. actualmente vêem-se no mercado utensílios de cobre revestidos com materiais protectores como teflon e ácido inoxidável, uma forma a proteger os alimentos.
O cobre quando ingerido mesmo em pequenas quantidades pode provocar náuseas, vómitos e diarreia.
2 comentários:
  1. Olá Marli
    Gostei muito do seu blog e em especial destas dicas valiosíssimas
    Você não tem o gadget de seguidores?
    Gostaria muito de ser sua seguidora para acompanhar seu trabalho e me deliciar com suas postagens riquíssimas.
    Uma semana proveitosa e feliz
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Gracita! Obrigada pelos seus preciosos elogios e interesse. Já reactivei o meu gadget de seguidores, que eu com certeza retirei acidentalmente. Agradeço a sua visita e se necessitar de algo não hesite, eu estou ao seu dispor. Beijinhos

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...