Dicas e truques para a melhor escolha de arroz

Dicas e truques para a melhor escolha de arroz

O arroz  é um cereal muito importante nas cozinhas de qualquer parte do mundo.
Sendo um grão com grande concentração de carboidratos, é considerado um alimento com uma boa fonte de energia.

É um cereal com grande valor nutritivo, contudo os processamentos a que a maioria dos tipos de arroz são submetidos chegam a retirar-lhe mais de 75% desse valor. Vale-nos o arroz integral, que não passa por esses procedimentos e é facilmente encontrado nas  prateleiras de qualquer supermercado.

Este cereal dá-se a vários tipos de receitas desde salgadas a doces. As várias confecções sejam pratos principais, sopas, sobremesas ou acompanhamentos requerem a escolha apropriada do tipo de arroz.

As características e indicações dos vários tipos de arroz


Arroz carolino:este é um dos tipos de grão mais utilizados em Portugal. Distingue-se dos demais pela goma e pela sua capacidade em absorver os sabores dos temperos, as características ideias para um bom arroz malandrinho e outro tipos de receitas que requerem goma.

Arroz agulha: têm vindo a ganhar lugar em detrimento do carolino. Adequa-se bem ao consumo diário das famílias portuguesas, é saboroso, têm uma textura solta e é fácil de cozinhar.

Arroz integral: é descascado e limpo, mas não passa pelo processo de branqueamento. É mais rico em fibras, minerais e vitaminas, contudo este grão demora o dobro do tempo a ser cozinhado.

Arroz vaporizado: firme e dourado, é rico em fibras e o seu amido encontra-se totalmente gelatinizado. Não requer grandes cuidados na cozedura e mantém-se sempre solto após a sua preparação, mesmo quando demasiado cozido.

Arroz basmati: com um grão longo e de qualidade superior, é bastante aromático e muito utilizado na cozinha Indiana. Por ser ligeiramente adocicado e por conter mais goma, é notável na elaboração de sobremesas.

Arroz arbóreo: o mais indicado na elaboração de risoto. Este grão arredondado e tonalidade pérola é rico em amido, sais minerais e carboidratos. Ao ser cozinhado o amido é libertado e confere a tão apreciada cremosidade ao prato.

Dicas e truques para um arroz perfeito


Cozinhe este cereal sempre com água quente, se necessitar de a rectificar nunca o faça com água fria, esta interrompe o processo de cozimento. Cozinhe sempre em lume brando.

Muita gente têm o hábito de lavar o arroz, contudo este processo deve ser evitado. Saiba que a lavagem retira o amido e outros nutrientes importantes deste cereal.

Arroz queimado: meta imediatamente a panela de arroz queimado dentro de outro recipiente maior com água fria. Depois transferira-o de panela, sem raspar  fundo.  Deixar a panela destapada com um garfo em inox, no meio do arroz e mantenha até sair todo o vapor.

Arroz mais solto: no acto da cozedura junte uma colher de sopa de azeite à água de cozedura.
A proporção certa é uma parte de arroz para duas partes de água. Retire do calor e deixe acabar de cozer fora do lume.

Arroz demasiado cozido: coloque o arroz num passador e passe-o debaixo da torneira de água fria até os grãos se soltarem. Deixe escorrer e leve ao forno a aquecer.

Evitar que o arroz transborde da panela: no acto da cozedura coloque um pedacinho de manteiga na água da cozedura.
Sem comentários:
Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...